O amor entra em campo

0
934

Meu nome é Raphael Sack, sou o torcedor que entrou no intervalo do jogo do Juventus diante do Votuporanguense para realizar o pedido de casamento no sagrado solo da Rua Javari. Tenho 30 anos, completados no mesmo dia 12 (data do pedido).

Confesso que não esperava por tanto barulho ou repercussão, ou barulho por conta da surpresa que realizei no ultimo domingo. Não imaginei que pudesse ser tão lembrado, ou que a cobertura pudesse ser grande da maneira que foi. Onde houve lembranças por parte das páginas oficiais do Juventus e até mesmo da própria Federação Paulista de Futebol, assim como algumas dezenas de perfis de torcidas espalhadas pelo país.

Realmente, foi uma grata surpresa.

Tive a ideia de fazer esse pedido logo no começo do ano. Queria de alguma forma fazer algo grande, diferente e especial, que pudesse ser feito no lugar onde a Juliana mais se sente em casa, no sagrado templo do futebol. Queria isso ainda na primeira rodada, quando o Juve jogou na Javari contra a equipe do Capivariano. Porém, não executei naquele momento pelo fato de que não teria tempo de conseguir armar tudo que planejava, nem por conta das coisas que tinha em mente de fazer, e principalmente pelo fato de não ter tempo hábil para conseguir o apoio e o ok por parte do clube e federação.

Pois bem, preferi prorrogar para o jogo seguinte na Mooca. Melhor assim, onde tive tempo suficiente para poder pensar com calma e esquematizar todo o plano para que nada acontecesse de errado, ou fora do lugar.

Quis o destino que acontecesse justamente no 12 de fevereiro, data do meu aniversário (o que poucas pessoas acabaram ficando sabendo inclusive).

Parando para observar, uma rosa e uma cartolina branca com os dizeres “Te amo, casa comigo Juliana?” são coisas simples, não há nada de extravagante ou muito original, mas acredito muito que a surpresa tenha sido completa, justamente pelo fato de ter sido feita dentro da Javari, onde pode ser acompanhada por todo o estádio que assistia a cada movimento do meu pedido e declaração.
PedidoCasamento
Foi bem difícil dizer tudo que falei (de coração aberto) onde todos acompanhavam atentamente cada palavra que pronunciava. Mas de certa forma, consegui realizar o pedido da maneira que imaginava.

Tive um suporte muito grande por um amigo meu, o Adriano (Minhoca) que esteve ao meu lado me auxiliando em tudo que podia. Assim como também a Cristina, (assessora do presidente Domingos Sanches) que adorou a ideia desde o início e abraçou a causa para que tudo desse certo.

Ainda deixo meu agradecimento a todos que de alguma forma, colaboraram para que tudo acontecesse da maneira correta, aos que torceram e a todos que puderam presenciar esse acontecimento que ficará marcado para sempre em nossas vidas.

Rapha Sack, 30 anos, é jornalista, palmeirense, juventino e apaixonado pela Juliana.