Pesquisa sobre os Jogos Olímpicos Rio 2016

0
1368

Que a percepção dos brasileiros em geral e dos cariocas em especial sobre os Jogos Olímpicos Rio 2016 iria mudar quando a festa tivesse início não era surpresa para ninguém.

Se no “antes” o foco maior era na falta de prioridades, nas licitações viciadas, no receio de que algum turista, ou mesmo atleta, fosse vítima da mesma violência que atinge diariamente a parte mais pobre da população, no crime ambiental e imobiliário do Campo de Golfe, nas remoções forçadas de milhares de famílias, na poluição da Baía da Guanabara, nas mazelas da saúde pública etc. etc. etc., era fácil prever que a partir da Cerimônia de Abertura o foco passasse para a “festa”, as disputas esportivas e a “zoeira” da torcida brasileira.
MaraMata
Esperar que as pessoas saibam separar as coisas, infelizmente, é um pouco demais para os dias de hoje. Óbvio que havia, há e haverá muito que se criticar, fiscalizar, protestar e exigir em termos de mudanças no país, mas culpar a Olimpíada ou pior, os atletas, á “apenas” uma grande tolice. Esses problemas todos já existiam antes e, ao que parece, vão continuar por um bom tempo, a julgar pelo nível e pelos termos de nossa discussão política.

Como informação para análise, seguem dados levantados em pesquisa realizada pelo PiniOn, app de pesquisas dinâmicas que produziu pesquisas antes e durante a realização do evento, quando usuários da plataforma responderam uma série de questões sobre os jogos, além de outras relacionadas à segurança, comportamento, imagem e representação internacional no contexto da Olimpíada.

Confira os resultados, reflita, questione, divulgue, debata, só não brigue.

– 46% dos respondentes concordam com a frase “Os jogos olímpicos estão fazendo com que a população esqueça dos escândalos de corrupção do país”; e 31% discordam desta afirmação.

– Para 36% dos respondentes, sediar os Jogos Olímpicos é positivo para o país; 33% dos respondentes discordam desta afirmação. Antes do seu início, 24% achavam que seriam positivos para o país e 52% discordavam desta afirmação.

– Para os que discordam da afirmação de que sediar os Jogos Olímpicos é positivo para o país apresentamos algumas razões para isso: 65% acreditam que o dinheiro investido nas Olimpíadas deveria ter sido investido em outras áreas, como educação e saúde (Antes do início, era 65%); 36% acreditam que as Olimpíadas ajudam a aumentar e a encobrir a corrupção sob a justificativa de investimento no evento (anteriormente era 34%); 39% acreditam que, ao final das Olimpíadas, o país aproveitará pouco do que foi investido no evento (anteriormente era 23%); 28% acreditam que houve gasto excessivo de dinheiro em um evento de baixa importância (anteriormente era 23%); 20% acreditam que sediar o evento não vai trazer nada de bom para o país (anteriormente era 17%); e 21% acreditam que o Brasil só está sediando o evento por questões políticas (anteriormente era 16%).

– 44% dos respondentes concordam com a frase: “Sediar as Olimpíadas é positivo para a imagem internacional do país”; e 26% discordam desta afirmação. Antes dos jogos começarem, 26% concordavam com esta informação e 47% discordavam.

– 71% dos respondentes que assistiram sua transmissão concordam com a frase “A cerimônia de abertura das Olimpíadas do Rio me despertou orgulho de ser brasileiro”; 11% discordam desta afirmação.

– 78% dos respondentes que assistiram sua transmissão concordam com a frase “Gostei da forma como elementos da cultura brasileira foram apresentados durante a cerimônia de abertura das Olimpíadas”; 6% discordam desta afirmação.

– 82% dos respondentes que assistiram sua transmissão concordam com a frase “Me surpreendi com a qualidade da cerimônia de abertura das Olimpíadas no Rio”; 6% discordam desta afirmação.

– Para 36% dos respondentes, sediar os Jogos Olímpicos é positivo para o país; 33% dos respondentes discordam desta afirmação. Antes do seu início, 24% achavam que seriam positivos para o país e 52% discordavam desta afirmação.

– Para os que discordam da afirmação de que sediar os Jogos Olímpicos é positivo para o país apresentamos algumas razões para isso: 65% acreditam que o dinheiro investido nas Olimpíadas deveria ter sido investido em outras áreas, como educação e saúde; 36% acreditam que as Olimpíadas ajudam a aumentar e a encobrir a corrupção sob a justificativa de investimento no evento; 39% acreditam que, ao final das Olimpíadas, o país aproveitará pouco do que foi investido no evento; 28% acreditam que houve gasto excessivo de dinheiro em um evento de baixa importância; 20% acreditam que sediar o evento não vai trazer nada de bom para o país; e 21% acreditam que o Brasil só está sediando o evento por questões políticas.

– 37% dos respondentes acreditam que as chances do evento ser um sucesso são grandes ou muito grandes; 14% acreditam que as chances do evento ser um sucesso são pequenas ou muito pequenas.

– 44% dos respondentes concordam com a frase: “Sediar as Olimpíadas é positivo para a imagem internacional do país”; e 26% discordam desta afirmação. Antes dos jogos começarem, 26% concordavam com esta informação e 47% discordavam.

– 36% dos respondentes concordam com a frase “Tenho orgulho das Olimpíadas de 2016 serem realizadas no Brasil”; e 40% discordam desta afirmação. Antes dos jogos começarem, 20% concordavam com esta informação e 60% discordavam.

– 31% dos respondentes concordam com a frase “Apesar dos problemas do país, o Brasil tem boas condições de sediar o evento”; e 30% discordam desta afirmação. Antes dos jogos começarem, 13% concordavam com esta informação e 70% discordavam.

– 25% dos respondentes concordam com a frase “As Olimpíadas vão deixar um legado não só para o Rio de Janeiro, mas para todo o Brasil, em diversas áreas – incluindo educação, cultura e sustentabilidade”; e 51% discordam desta afirmação. Antes dos jogos começarem, 15% concordavam com esta informação e 69% discordavam.

– 16% dos respondentes acreditam que o Rio de Janeiro está preparado para sediar as Olimpíadas, pensando na estrutura da cidade (áreas tais como transporte, saúde, saneamento, poluição, etc); e 53% não acreditam nisso. Antes dos jogos começarem, 9% acreditavam na estrutura do Rio de Janeiro para sediar o evento e 74% desacreditavam.

– 17% dos respondentes não estão preocupados com a segurança do evento, pensando em criminalidade de uma maneira geral; 59% dos respondentes disseram estar preocupados com a segurança das Olimpíadas considerando a criminalidade de uma maneira geral na cidade.

– 24% dos respondentes não estão preocupados com a segurança do evento, pensando desta feita em terrorismo; 47% estão preocupados com terrorismo na cidade durante o evento.

– 31% dos respondentes não acham que é provável que ocorra um algum tipo de atentado terrorista durante as Olimpíadas do Rio de Janeiro; 30% acham que é provável que aconteça. Antes dos jogos começarem, 16% dos respondentes não achavam que era provável que um atentado terrorista acontecesse; e 51% achavam que era provável.

– 4% dos respondentes avaliam positivamente a atual situação política do país (marcaram as opções Ótima ou Boa); 81% avaliam-na negativamente (marcaram as opções Ruim ou Péssima).

– 5% dos respondentes estão satisfeitos com a atual situação política do país e 85% se disseram insatisfeitos.

– 48% dos respondentes concordam com a frase “Os jogos olímpicos estão fazendo com que a população esqueça dos problemas políticos”; e 25% discordam desta afirmação.

– 46% dos respondentes concordam com a frase “Os jogos olímpicos estão fazendo com que a população esqueça dos escândalos de corrupção do país”; e 31% discordam desta afirmação.

Fonte: Seven PR

COMPARTILHAR
Post anteriorOuro x 1
Próximo postFutebol Inusitado: baleias
Ricardo Roca
Formado em Comunicação Social e pós-graduado em Administração de Empresas, ambos os cursos pela ESPM, atualmente cursando mestrado em Linguística. Professor universitário, sócio da Roda Fiandeira, consultor nas áreas de comunicação e marketing e apaixonado por futebol e arte.