Museu do Futebol recebe projeto Experimentando Diferenças no mês de abril

0
613

Em sua 32ª edição, projeto convida o público a simular competições esportivas, junto com paratletas, em equipamentos adaptados

O Museu do Futebol – Instituição da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo – recebe o Projeto Experimentando Diferenças, que oferece uma vivência única com a proposta de sensibilizar o público para as conquistas e o valor do atleta brasileiro de esportes adaptados.

A partir de 8 de abril, o visitante poderá jogar futebol com os olhos vendados, basquete e corrida em cadeira de rodas, games com simulação virtual de ciclismo a partir de uma bicicleta adaptada (“handbike”). Tudo isso em uma arena poliesportiva de 130 m² montada dentro do Museu. Os participantes terão a oportunidade de vivenciar as modalidades esportivas como nos Jogos Paralímpicos, que este ocorre no Brasil, experimentando os equipamentos e sensações de uma pessoa com deficiência que pratica esportes.

A interação proposta utiliza equipamentos semelhantes aos usados por atletas profissionais nas competições internacionais. Além dos monitores, que circularão pela arena instruindo e apoiando os visitantes na vivência, a iniciativa contará com a participação de paratletas profissionais em eventos especiais. O público poderá conferir também histórias, regras e curiosidades das cinco modalidades apresentadas (basquete adaptado, futebol de 5, boxa adaptada, corrida de cadeira de rodas e ciclismo adaptado), em painéis digitais especialmente elaborados pelo Museu do Futebol.

O projeto já percorreu 16 cidades e recebeu mais de 150 mil participantes, com objetivo de promover a inclusão das pessoas com deficiências, divulgar a importância dos esportes adaptados e seus atletas, além de conquistar uma torcida forte e calorosa para os jogos do Rio. É a primeira vez que o projeto será realizado em um museu, o que enriquece ainda mais a experiência: além de brincar e jogar na arena do evento, o visitante poderá conhecer a trajetória do esporte mais popular do país, o futebol, percorrendo a exposição principal do Museu. “Trazer a iniciativa ao Museu do Futebol vem ao encontro dos valores da instituição, que tem na acessibilidade um de seus pilares. Trabalhar com diferentes maneiras de experimentar a prática esportiva, por meio das modalidades paralímpicas, amplia nossa compreensão sobre a capacidade que o esporte tem em promover a inclusão e a superação de limites e barreiras físicas e atitudinais”, comenta Daniela Alfonsi, Diretora de Conteúdo do Museu do Futebol.

O Projeto Experimentando Diferenças
O projeto Experimentando Diferenças acaba de ser escolhido, entre 350 inscritos do Brasil, vencedor do Programa CAIXA Melhores Práticas em Gestão Local, cujo objetivo é reconhecer e valorizar experiências bem sucedidas e que melhoram a qualidade de vida das pessoas por todo o país. Iniciada em 1999, a premiação é inspirada no programa da Organização das Nações Unidas (ONU): “As Melhores Práticas e Lideranças Locais” (Best Practices and Local Leadership Programme). A iniciativa tem a chancela do Comitê Paralímpico Brasileiro e o patrocínio exclusivo da Caixa Loterias.

Parceria entre o Museu e o Comitê Paralímpico Brasileiro
O evento é uma oportunidade única de aproximar o visitante do Museu do Futebol ao universo dos esportes paralímpicos, que terão visibilidade mundial entre os dias 7 a 18 de setembro durante as Paralimpíadas no Rio de Janeiro. Ao longo do ano, o Museu do Futebol promoverá mais ações sobre o tema, a partir da nova parceria firmada entre a instituição e o Comitê Paralímpico Brasileiro. Além de divulgar as modalidades paralímpicas, ainda pouco conhecidas no país, a parceria visa colaborar para a memória dos esportes adaptados. Os Jogos Paralímpicos ocorrem desde 1960 e será a primeira edição na América do Sul.

Programa de Acessibilidade do Museu do Futebol
O Museu é pioneiro em acessibilidade no país. Projetado para ser 100% acessível, nos últimos seis anos, ampliou seus recursos de acessibilidade comunicacional a partir do premiado projeto “Deficiente Residente”. Nesse projeto, pessoas com deficiências variadas (cegueira, surdez, paralisia cerebral, autismo, por exemplo) trabalharam na instituição e ajudaram a desenvolver recursos pedagógicos e a quebrar barreiras atitudinais da equipe de atendimento ao público. O público poderá conhecer, quando visitar o Museu e participar do Experimentando Diferenças, os jogos e materiais acessíveis desenvolvidos pelo Museu do Futebol.

ExperimentandoDiferencas
De 08/04 a 01/05
Museu do Futebol – Sala Osmar Santos
Praça Charles Miller, s/nº Pacaembu, São Paulo – SP

Visitas educativas para grupos: durante todo o período do evento, o Núcleo Educativo do Museu do Futebol organizará visitas para grupos escolares, de instituições sociais, turistas e outros interessados. Podem ser grupos de pessoas com deficiência ou não.

Fonte: Museu do Futebol

Atualização (04/04, às 16h30): o paratleta Fernando Fernandes estará presente no projeto, no próximo sábado, dia 9/04, a partir das 15h, na Arena do Experimentando Diferenças, para um bate-papo com o público