Futebol Onipresente: “Ange & Gabrielle” e “Breve manual da ninada”, de Antonio Prata

0
729

Além de protagonista de livros, crônicas, filmes, peças de teatro, estátuas, danças, fotos, vídeos, esculturas, charges, músicas, pinturas e outras manifestações culturais, e das jogadas e histórias sensacionais que propicia, o futebol também aparece no dia a dia por conta de sua linguagem própria, que extrapola os gramados e ganha o cotidiano e em menções “de passagem” que são feitas em outro tanto de obras artísticas. É só reparar ou acompanhar por aqui o Futebol Onipresente.

No filme Ange & Gabrielle, o assunto principal é a paternidade. Um mulherengo com pavor de compromisso se vê envolvido numa história com um filho não reconhecido (Simon), que ‘abandona’ sua namorada grávida (Claire) e com Gabrielle, a charmosa e desajeitada mãe da garota. Em uma boa cena Simon aparece como goleiro de uma partida de futebol society. O filme vale!
AngeGabrielle
Em sua coluna semanal na Folha de São Paulo, aos domingos, no caderno Cotidiano, Antonio Prata apresenta o Breve manual da ninada, em que usa metáforas futebolísticas para explicar que colocar o bebê pra dormir não é “um momento fofo de intimidade e carinho”, mas uma “final de campeonato”. A crônica vale!

Fique atento e deixe seus comentários citando outras obras em que o futebol “aparece”.

COMPARTILHAR
Post anteriorFutebol Inusitado: formigas
Próximo postExibição: “Cairo 678”
Ricardo Roca
Formado em Comunicação Social e pós-graduado em Administração de Empresas, ambos os cursos pela ESPM, atualmente cursando mestrado em Linguística. Professor universitário, sócio da Roda Fiandeira, consultor nas áreas de comunicação e marketing e apaixonado por futebol e arte.