Poema: Garrincha

0
864

ele tinha a perna torta
perna troncha, distorcida
perna errada, perna virada
invertida, dobrada, partida

era como fosse uma perna
por uma bala atingida
mas a bala que é a morte
ele a transformara em vida

e virava a bala em bala
de chupar, multicolorida
ou virava a bala em bola
elétrica, trica, divertida

Marco Polo Guimarães

#futebolepoesia