Copa do Brasil: Santos x Palmeiras, 1 x 0 foi pouco

0
1145

Santos 1 x 0 Palmeiras na primeira partida das finais da Copa do Brasil. Foi pouco! O santista vai achar isso porque o time perdeu um pênalti no primeiro tempo e Nilson perdeu o “gol do título” no final do jogo. O palmeirense já pensa diferente e quase esperava e torcia por um placar como esse, sabendo que na partida de volta dá pra reverter.

Quando as equipes se classificaram para a final, há quase um mês, o Santos vinha voando e o Verdão passou do Flu “na camisa”. O Verdão não melhorou significativamente, mas ganhou Arouca para as finais e o Peixe passou a jogar mal nas últimas partidas. O favoritismo continua com o clube do litoral, mas o equilíbrio aumentou.
Palmeiras_Santos
A dúvida era como o Palmeiras iria jogar, já que o time oscila demais e quase todos os jogadores caíram de rendimento ao longo da temporada. Como era de se esperar, o Peixe foi pra cima, fez pressão, controlou as ações do jogo e finalizou muito mais. Marcelo Oliveira e o Palmeiras tiveram a humildade de dar foco para a marcação, que não é exatamente o ponto forte do time, e partir pro ataque apenas “na boa”. Se individualmente o grande destaque foi Fernando Prass, com ótimas defesas, coletivamente até que a coisa encaixou e o time segurou o Santos quase até o final, quanso Gabigol, em linda jogada, marcou o tento do jogo.

Na noite em que até o juiz foi substituído, Zé Roberto furou, Dudu se apagou e Robinho pouco criou, o Verdão também chamou a atenção pela maior maturidade e equilíbrio emocional em relação aos últimos jogos, com a exceção de Lucas, já aos 45 do segundo tempo. No Santos, Lucas Lima, Gabigol, Marquinhos Gabriel e depois Geuvânio foram um tormento para a insegura defesa palmeirense. Não dá pra deixar de falar que o juiz deixou de marcar um pênalti escandaloso para o Palmeiras, de David Braz em Lucas Barrios, que resultaria também na expulsão do zagueiro santista. Lance capital, que pode ter mudado o resultado e o rumo da disputa.

Na final do Campeonato Paulista, o Palmeiras perdeu a chance de “matar a disputa” na primeira partida, quando também perdeu um pênalti, e acabou ficando sem o título. Essa noite foi o Santos que perdeu essa chance. O que fica para todos é a sensação de que a disputa está completamente aberta e que o jogo da volta, no Allianz, vai ser ainda mais tenso.