45, fim do primeiro tempo

1
856

Entrei em campo e já tinha muita gente torcendo. 1, 2, 3, 4, 5… 10, sem parar quieto um instante sequer, muita movimentação e gritaria. 13, 15, 18, 22, muito estudo, otimismo total, vamos vencer; “nós contra a rapa” e é claro que vamos dar conta. 28, 30, 33, é hora de aproveitar as oportunidades, se jogar com tudo, avançar, conquistar, tudo para chegar tranquilo aos 45 e desfrutar o momento.

A partir de agora vão começar as substituições, as mudanças. Se o fôlego não é mais o mesmo, conhecemos melhor o campo, as armadilhas, alguns atalhos… Já houve alguns e virão outros momentos de apertar os dentes e enfrentar as divididas, mas a disposição, essa é a mesma. O time está bem montado, cada um em sua posição, jogando pelos mesmos objetivos.

Sou grato a todos os que torceram, tabelaram, deram instruções, vibraram, jogaram (contra ou a favor) e participaram de alguma forma desse meu primeiro tempo e posso afirmar sem medo de errar: o melhor do jogo, é jogar.

Fotomontagem: Edi Fonseca

1 COMENTÁRIO

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.