Poesia: Impedimento

0
641

Sonhei com a Mãe África
Visitei sue sbaús seculares
E lá inda repousavam
Fantasmas dos colonizadores
Ossos sem pelourinho
Bolas jogadas pra escanteio
E a paquidérmica incompreensão humana
Do qué é
Matar no peito

Só me despertem
Quando for
Momento de gol

Eduardo Murta

#futebolepoesia