Futebol é Saudade – Por João Gabriel

2
637

Por favor futebol, assim não dá mais.

Bom é quando tem prisão na Fifa,
Final de Champions,

O Brasil tá chato!

Saudades Copa do Mundo!

Ou não, 7 x 1, 7 x 1, 7 x 1…
Saudades sim, talvez não, acho que sim.

Futebol virou memória.

Ronaldinho e Ronaldo, Bebeto e Romário, Zico e Sócrates, Pelé e Garrincha.
Drible, malandragem, beleza, gol.

Saudades de não ter a melhor defesa do mundo,

Goleiro frangueiro, zagueiro-atacante, lateral-ponta esquerda,
Onde você foi parar, meu futebol?

Bolso de paletó?

Debaixo de cartola?
Dentro da cueca?

Sem sorriso, sem samba, sem bola.

Com o pé ou com a mão?
Futebol, querido, que confusão!
BolaTriste
Dunga não sabe o que é ser negro.

Nosso rei é negro,
Quando jogava, adversário apanhava.

A grama se esconde embaixo da terra,

A torcida, expulsam do estádio,
O Brasil sumiu!

A marcha fúnebre continua,

Nossa lápide vai sendo escrita,
Hemorragia interna, falência múltipla de órgãos, ausência de alma.

Machucam a bola,

Torturam a grama,
Matam a rede de fome.

A tristeza consome a escrita,

Doem os dedos, os olhos, os ouvidos,
Dói na memória do que um dia foi.

João Gabriel, 19 anos, passou em Jornalismo de primeira e em Letras com emoção. Escreve sobre futebol e esportes em seu blog O Bololô (http://obololo.wordpress.com), desde 2012. Em 2014 passou a fechar meses em Futebol-Arte.

Os textos e charges publicados na categoria CONVIDADOS, apresentam e refletem a opinião dos mesmos, não necessariamente alinhando-se com a do Blog Futebol-Arte. Sua publicação tem o propósito de apresentar diferentes pontos de vista e estimular reflexões e debates.

Imagem: The Crying Sport

2 COMENTÁRIOS

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.