“Com brasileiro não há quem possa”

1
653

CharlieCharlie
Há pouco mais de 20 dias o mundo se surpreendeu com mais um ataque do fundamentalismo: dois atiradores invadiram o prédio onde funciona a revista francesa Charlie Hebdo e abriram fogo contra jornalistas e cartunistas. O motivo foi a publicação de ilustrações satíricas de líderes muçulmanos e caricaturas de Maomé, o que é considerado blasfêmia para os adeptos dessa religião.

A discussão sobre liberdade de expressão, preconceitos, discriminação e o politicamente correto de um modo geral e especificamente no universo futebolístico, merece um post mais aprofundado, o que rola em breve.

CharlieChoqueRei
Há alguns dias, Diogo Salles, do blog ESPN FC, inspirado na rivalidade latente entre Palmeiras e São Paulo, resolveu criou uma charge parodiando uma dessas polêmicas ilustrações do Charlie Hebdo. Na imagem, os presidentes Carlos MIguel Aidar, do São Paulo, e Paulo Nobre, do Palmeiras, trocam um beijo caloroso ladeados por Alan Kardec (que ano passado trocou o Verdão pelo Tricolor) e Dudu (que era pretendido pelo time do Morumbi, mas acabou no da Pompeia. Eis que torcedores homofóbicos dos dois times se sentiram ofendidos e ameaçaram o chargista.

Como se vê, temos nossos próprios fundamentalistas.

1 COMENTÁRIO

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.