Manifesto do Corinthians Anti-Homofobia

0
711

Há poucos dias o Corinthians publicou em seu site um manifesto anti-homofobia que, dentre outras coisas, diz: “Pelo fim do grito de ‘bicha’ no tiro de meta do goleiro adversário.”
ManifestoAntihomofobia
Ainda que seja meio estranho ter que pedir algo assim em 2014, com tanta informação circulando no mundo, infelizmente ainda vivemos em uma sociedade cheia de preconceitos e discriminações que resultam, em última instância, em violência extrema. Sob esse ponto de vista, a iniciativa deve ser louvada.

O trecho seguinte acaba explicitando um pouco melhor os motivos que levaram a direção do Timão a realizar o manifesto; vejamos: “Porque a homofobia, além de ir contra o princípio de igualdade que está no DNA corinthiano, ainda pode prejudicar o Timão”.

A chave está no recente caso de racismo em que o goleiro Aranha, do Santos, foi chamado de macaco por torcedores do Grêmio. O caso gerou punição* ao clube gaúcho por parte do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), que ainda alertou aos demais clubes sobre a possibilidade de punição em razão de outras ações discriminatórias de qualquer espécie. Para os mais desatentos, no próximo domingo o Corinthians vai jogar com o São Paulo, chamado pelos torcedores rivais de ‘bambi’. Nas cobranças de tiro de meta, Rogério Ceni costuma ser “agraciado” com o tal grito de ‘bicha’ por parte da torcida alvinegra.

Aparentemente não foram nobres sentimentos que moveram os dirigentes, mas o medo de uma punição. O Corinthians acerta, mas pelo motivo errado. Outros clubes nem isso fizeram.

Pelo fim dos preconceitos e discriminações de qualquer tipo.
#futebolsemhomofobia

(*) em breve, um post sobre a punição imposta pelo STJD ao Grêmio.