Os três tempos do Mineiraço

1
649

30 minutos do 2º tempo

Desliguei a TV e abri o Word. O bendito cursor está  piscando como se implorasse para que eu preenchesse essas linhas com algo, mas minhas mãos tremem de tal forma que o backspace (tecla usada para apagar), neste momento, é mais usado do que rede que levou aqueles gols.
Os torcedores do contra levantarão o dedo em riste e apregoarão nas ruas tristes do país: “Nós avisamos”. Os nervosinhos irão pedir a cabeça de todo mundo para um cosplay dos dias de guilhotina da Revolução Francesa. Os indiferentes ficarão nervosos com as tentativas dos demais de entender o que aconteceu. Os especialistas darão o prognóstico do meio campo, da lateral, do emocional e da superioridade alemã. Astrólogos, tarólogos, pais de santo e demais profetas dirão que o firmamento estelar já havia escrito o destino fatal. Os chorões chorarão. E o meu cursor continua a me pedir um destino.

45 minutos do 2º tempo

Liguei a TV de novo. Fizemos um e eu desabei como um bebê enquanto ouvia meus vizinhos celebrarem a pequena tentativa de resgate da nossa dignidade no esporte. Ainda sinto meu cérebro num estado letárgico de zonzeira. Besteira? Talvez sim para você. Meu lado racional me diz a mesma coisa. “O coração tem razões que a razão ignora”, diria Shakespeare neste momento e o meu pequeno e sofrido coração é irremediavelmente verde e amarelo com todas as glórias e desgraças que tem em sê-lo. Drama à toa? Talvez, mas tenho meu direito de sofrer quando a seleção (pela qual este pequeno sofredor que carrego no peito bate mais forte) perde de uma maneira tão assim…

Fim de Jogo

Ainda tremo e ainda choro enquanto os fogos que não poderemos soltar no domingo são gastos pelos meus vizinhos. As palavras saem desbaratinadas, tortas e feias como o jogo de hoje. Um lado otimista ou bobo (escolha o adjetivo que melhor servir para você) que possuo se aproxima timidamente, respira fundo ao ver meu estado, bate nas minhas costas com um sorrisinho de canto e cantarola desafinado e rouco “apesar de você, amanhã há de ser outro dia” para mim e também para a seleção.

(Enquanto pergunto para o texto se ele acabou ou não, meus vizinhos descarregam o estoque de pirotécnico guardado para o Maracanã)

E, apesar da gente, vai continuar tendo Copa.
Tarja_Jessica

1 COMENTÁRIO

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.