Rivaldo, tímido e geométrico

0
528

image descriptionRivaldo é o primeiro boleiro a merecer dois “perfis” aqui no Futebol-Arte. O anterior destacava suas atuações pelo mundo “Rivaldo, o internacional”, antes mesmo de ir jogar em Angola e voltar ao Brasil.

Essa semana encerrou sua maravilhosa carreira e, como sempre, jornalistas do mundo todo destacaram seu futebol brilhante e sua timidez gigante. Sim, era tímido, mas com personalidade. Ninguém chega ao topo do esporte mais popular do mundo sem saber direito o que está fazendo e sem coragem para encarar o mundo. O mundo aliás, devia ser fácil de enfrentar, para quem teve infância pobre no Nordeste brasileiro.

Se a timidez é inegável, como comprova seu gesto de esconder o rosto quando fazia um gol, sua habilidade merece destaque. Assim como zagueiros do mundo todo, fui enganado por seus corta-luzes incríveis e seus dribles diferentes. Certa vez, dominou uma bola quase na entrada da área, com dois zagueiros a sua frente; colocou o pé sob a bola e deu uma leve cavadinha, passando em sua magreza junto com a bola entre os dois marcadores desnorteados. Rivaldo era assim, inventava espaços onde não havia.

Tive a felicidade de vê-lo jogar em um dos melhores times de todos os tempos, que infelizmente durou apenas seis meses. Sua parceria com Djalminha, Muller e Luisão no Palmeiras de 96 é daquelas pra antologias e dissertações. Foi no Barcelona no entanto, atingiu o ápice da carreira, sem considerarmos a seleção brasileira e a Copa de 2002, é claro.

Venceu um Paulista, um Pernambucano, um Mineiro, um Brasileirão, dois Campeonatos Espanhóis, uma Copa do Rei da Espanha, duas Supercopas Europeias, uma Copa da Itália, uma Liga dos Campeões da UEFA, um Campeonato Grego e uma Copa da Grécia, um Campeonato Uzbeque e uma Copa do Uzbequistão, uma Copa América, uma Copa das Confederações e uma Copa do Mundo, além de títulos menores e uma enormidade de prêmios e troféus individuais.

Em 2012, o Barcelona preparou um documentário em sua homenagem, com duas partes. Delicie-se e mate a saudade!

Parte 1

Parte 2

Ilustração de Elizeu, da Academia, o primeiro futeblog gráfico do mundo.