Mulheres em Campo: driblando o preconceito

0
979


Precisamos da sua ajuda para criar um novo espaço durante a Copa do Mundo. Um ambiente bem diferente dos grandes estádios e sem altas cifras envolvidas. Um lugar para aprender, ensinar e debater sobre a equidade de gênero no futebol.

Através de uma exposição multimídia, a iniciativa Mulheres em Campo: driblando o preconceito, idealizada pelas organizações REDEH e streetfootballworld, tem 4 objetivos principais:

• Utilizar o futebol como plataforma para a superação de preconceitos de gênero, raça e condição social
• Discutir a invisibilidade feminina num esporte considerado hegemonicamente masculino e trazer o futebol feminino para um debate público, além de estimular a participação e a valorização das mulheres no futebol
• Dialogar com a proposta da Secretaria de Políticas para as Mulheres da Presidência da República – SPM/PR sobre a busca da equidade no esporte em âmbito governamental
• Difundir a área de futebol para o desenvolvimento
Mulheres
Para virar o jogo contra o preconceito no futebol, o projeto contará com estudiosos do esporte, jornalistas e pessoas ligadas ao mundo do desenvolvimento.

E a sua participação é fundamental para que tudo isso vire realidade. Você pode entrar em campo com a gente de diversas formas, colaborando com a quantia que quiser. Caso consigamos atingir a meta, prometemos comemorar essa conquista como um gol decisivo e queremos ver você prestigiando o projeto que ajudou a ser real.

O que é
Mulheres em Campo: driblando o preconceito é uma exposição multimídia que será realizada durante Junho e Julho de 2014, os meses da Copa do Mundo, no Palácio do Catete, dentro do espaço do Museu da República, no Rio de Janeiro.

O projeto contará com:
– Mostra fotográfica abordando a história das mulheres no futebol brasileiro
– Oficinas para crianças e jovens de escolas públicas sobre equidade de gênero
– Disseminação da tecnologia social do futebol3 – metodologia que utiliza o futebol como ferramenta para o desenvolvimento
– Palestras com estudiosos do futebol, jornalistas e pessoas ligadas ao mundo do desenvolvimento, com a criação de uma agenda coletiva
– Atividades Educativas com mostra de vídeos, notícias e curiosidades do universo do futebol feminino
– Produção de publicação para estudantes com orientações que contribuam para a reflexão e o entendimento das relações de gênero e cidadania no âmbito escolar

Quem somos
As organizações idealizadoras do projeto já fazem a diferença dentro e fora dos gramados. Somos um time que atua em prol de um mundo melhor em muitas áreas da sociedade e que já conquistou muitos títulos na área do desenvolvimento social.

Qual o impacto do projeto e da minha ajuda?
O projeto Mulheres em Campo: driblando o preconceito vai muito além de uma exposição. O espaço será aberto para o debate e para a luta contra a discriminação e o preconceito no futebol, que é grande, mas impossível de ser colocado em números. No entanto, sabemos que a contribuição é enorme: trata-se de uma iniciativa pioneira, em um importante espaço e com atores experientes.
Porcentagens
Se conseguirmos chegar à quantia necessária, a previsão é que atinjamos cerca de 120 mil pessoas, já que o evento é aberto ao público. Entre esses milhares estarão estudantes, professores, jogadoras amadoras, turistas, jornalistas, lideranças do mundo esportivo, formadores de opinião, pesquisadores, organizações não governamentais e instituições afins. Portanto, o poder de influência é enorme!

Imagine dois Maracanãs lotados. Imagine que toda essa multidão esteja unida contra o preconceito no futebol. Imagine que as possibilidades de vencer o jogo sejam grandes.

Vamos fazer com que essa vitória saia da imaginação?

A conquista é de tod@s. Quem faz com que ela aconteça é você. Colabore!

Fonte:

REDEH – http://www.redeh.org.br/

streetfootballworld – http://streetfootballworld.org/
https://www.facebook.com/streetfootballworldBrasil

Para doar, acesse http://catarse.me/en/mulheresemcampo