Calango Vascaíno – Martinho da Vila

0
764

Martinho da Vila já dizia, o vascaíno anda mesmo sem consolo… tá cansado de derrota…
[audiotube id=”5PKviCirLsY#t=23″]

Eu quis namorar a pobre
Pobretão não quis deixar
Só queria moço rico
Pra com ela namorar

Eu quis namorar a rica
Henricão não quis deixar
Pois sonhou com moço nobre
Pra com ela se casar

Tentei namorar a preta
O negão não quis deixar
Tinha que ser moço louro
Pra poder chegar pra lá

Tentei namorar a loira
Seu loiro não quis deixar
Tinha que ser bem moreno
Pra poder miscigenar

Tô sem consolo
Ninguém vem me consolar
Vou cantando meu calango
Que é pra vida melhorar

O meu calango
Até a vida melhorar
E minha única alegria é ver o Vasco jogar

Minha alegria
É ver o Vasco jogar
Eu tô cansado da derrota
Mas não vou me entregar
É de derrota
Mas não vou me entregar

E se a morte é um descanso
Eu não quero descansar