Hangout: O consumo do futebol na forma de entretenimento e lazer

1
782

Que futebol é paixão ninguém tem dúvida; é o que o transformou ao longo do último século nesse grande fenômeno cultural, talvez o maior do planeta. É importante observar, no entanto, que ano a ano também vem se tornando verdadeira a afirmação de que futebol é negócio.

A quantidade de dinheiro que movimenta cresce assustadoramente e o número de profissionais e categorias que direta ou indiretamente sobrevive a partir do futebol também é imenso. Além obviamente dos jogadores, técnicos e outros profissionais das comissões técnicas dos clubes e dos árbitros e bandeirinhas, ainda temos os locutores, comentaristas, repórteres, cinegrafistas, apresentadores, cronistas, bilheteiros, gandulas, toda a indústria de uniformes e materiais esportivos, um crescente mercado editorial (escritores, editores, livreiros etc.), diferentes indústrias desenvolvendo ações de licenciamento das marcas dos clubes, empresários de jogadores, assessores de imprensa, músicos, cineastas, artistas plásticos e todos os demais artistas que usem o futebol como inspiração para suas obras e mais uma infinidade de profissionais. Em última instância até mesmo ambulantes, guardadores de carros, dirigentes de clubes e até o pessoal das federações estaduais e da CBF sobrevivem às custas do nosso esporte preferido.

Há alguns dias realizamos um bate-papo com Amir Somoggi sobre o marketing nos clubes de futebol no Brasil.

E agora, foi a vez de conhecer melhor como os bares e restaurantes se preparam para receber os consumidores interessados em assistir aos jogos de seus times na companhia de amigos, colegas de trabalho, parentes, namorados(as)… entre petiscos e cervejas. Conversamos com Murilo Santo André, do Baresportes sobre o consumo do futebol na forma de entretenimento e lazer e o resultado você confere aqui.

1 COMENTÁRIO

  1. […] O futebol vem assumindo cada vez mais o papel de entretenimento e como tal, as características dessa “indústria” vão se apresentando de forma similar a de outros negócios. Os gestores (FIFA, confederações, federações e dirigentes em geral) vão buscando profissionalizar a administração dos clubes e campeonatos. Já abordamos algumas vezes esse tema, como por exemplo aqui e aqui. […]

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.