Como Pelé e Coutinho

4
836

Desde que o mundo é mundo as duplas fazem sucesso. Não todas, é claro. Tem que haver entrosamento, química, cumplicidade e talento para “viver a dois”. O sucesso, nesse caso, dá pra ser medido quando percebemos que um é melhor com o outro. Goiabada é uma delícia e queijo é ótimo, mas juntos são ainda melhores.

Os exemplos são muitos: Roberto e Erasmo, Lennon e McCartney, o Gordo e o Magro, Tom e Jerry, Zé Colméia e Catatau, Dom Quixote e Sancho Pança, Batman e Robin, Tom e Vinícius, Sherlock Holmes e Watson… Cada um deles tinha (ou tem) seu talento, mas com o parceiro ideal a coisa vai mais longe.

Isso tudo me faz lembrar daquela que é, talvez, a melhor dupla que já surgiu em nossos campos, Pelé e Coutinho. E como hoje é aniversário da minha Edi, e fazer dupla com ela é uma delícia, pensei que, para ser justo, todos poderiam me chamar de Coutinho.

4 COMENTÁRIOS

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.