O que acontece com Ronaldinho Gaúcho?

0
673

De vez em quando me deparo com algum desses vídeos de compilação de “melhores momentos” de algum craque e, como gosto da coisa, paro pra assistir. Ronaldinho Gaúcho é figurinha fácil nesse tipo de obra.

Os lances são muitos e espetaculares. São dribles pra fora, pra dentro, por cima, por baixo, com o lado de dentro dos pés, com o lado de fora, de direita, de esquerda, com a cabeça, coxa, peito, ombro, caneta, chapéu, drible da vaca, contra um, dois, três, quatro adversários… Havia algum exibicionismo, mas havia MUITA objetividade. O drible era usado como recurso para se livrar dos adversários, ir em direção ao gol ou, no mínimo, desestabilizar emocionalmente o rival. Durante dois ou três anos, em meados dos anos 90 Ronaldinho foi o dono do futebol mundial e literalmente “destruía”.

No entanto, como não acredito que alguém desaprenda a andar de bicicleta ou a jogar bola, fico tão surpreso com as últimas temporadas do Gaúcho quanto ficava com seus malabarismos. Ele ainda é um bom jogador, claro, mas incrivelmente distante do que já fez.

Será mesmo que “a noite” tem esse poder todo? Curtir todo mundo quer, pode e deve, mas se for pra “chutar o balde”, não seria mais simples esperar o término da carreira? Um jogador de futebol normalmente para perto dos 34 ou 35 anos de idade. Os rendimentos, a visibilidade e sua entrada na história seriam muito maiores e ainda sobraria muito tempo pra farra. Uma pena! Se formos pensar no Adriano então…

COMPARTILHAR
Post anteriorSoneto 645 Rematado
Próximo postFábula de um Fabuloso Falante
Ricardo Roca
Formado em Comunicação Social e pós-graduado em Administração de Empresas, ambos os cursos pela ESPM, atualmente cursando mestrado em Linguística. Professor universitário, sócio da Roda Fiandeira, consultor nas áreas de comunicação e marketing e apaixonado por futebol e arte.