O Milagre de Berna

0
652

Um filme para que os fãs de futebol possam encher o peito e não precisem mais sentir inveja dos de basquete, beisebol, futebol americano e outros esportes. Baseado em fatos reais, o que torna tudo mais interessante, O Milagre de Berna consegue misturar na medida certa o pós-guerra, um drama familiar e a Copa de 54. Apesar de boa parte do filme ter como pano de fundo o futebol, é para ser visto mesmo por quem não gosta de bola. Sensível sem ser apelativo, mostra a redenção de um povo (alemão) pela superação e de uma família pelo amor. Como resgate daquela Copa, é necessário falar que o time húngaro abriu dois gols de diferença com menos de 20 minutos de jogo em todas as partidas do torneio, inclusive na final, contra a Alemanha. Na primeira fase, Hungria 8 x 3 Alemanha parecia indicar quem seria o campeão, mas se o time húngaro contava com Puskas, Czibor e Kocsis, dentre outros, a Alemanha tinha o capitão Fritz Walter e o personagem homenageado pelo filme, o atacante Rahn. Após a final vimos que aconteceu “algo impossível, algo inimaginável, algo que jamais aconteceria!”.

Vale a pena observar que quando recebe a taça, o capitão do time alemão não ergue o troféu sobre a cabeça para comemorar, gesto que seria “inaugurado” somente em 1958, por Bellini, nosso capitão.

Não a toa o filme foi uma das maiores bilheterias do cinema alemão. Assista! No vídeo abaixo você vê uma mescla de imagens reais com algumas do filme.