Roberto Carlos, o lateral

2
1253

De carreira precoce, aos 16 anos Roberto Carlos já era titular do União São João de Araras. Logo em seguida, chamou a atenção e foi contratado para aquele timaço do Palmeiras na Era Parmalat. Com os títulos e o sucesso que seu chute forte fez, foi para a Europa, onde atuou em alto nível por Internazionale, Real Madrid e Fenerbahçe. No final de 2009 veio para o Corinthians, de onde saiu após a conturbada eliminação do time na Libertadores de 2011, na derrota para o Tolima.

Foi e está no Anji Makhachkala, da Rússia, onde possivelmente encerre sua carreira. Pela seleção brasileira, tem conquistas e algumas polêmicas. Disputou três Copas, foi vice em 98 e campeão em 2002, mas ficou marcado pela derrota para a França, que custou a eliminação do time no torneio. Os críticos dizem que, no lance do gol, estava abaixado arrumando o meião, quando deveria estar marcando o atacante Thierry Henri.

Ao longo da carreira conquistou dois Campeonatos Brasileiros, dois Campeonatos Paulistas, um Rio-São Paulo, quatro Campeonatos Espanhóis, três Supercopas da Espanha, três UEFA Champions League, dois Mundiais Interclubes, duas Copas América, medalha de bronze na Olimpíada de 96, uma Copa das Confederações e uma Copa do Mundo, além de títulos de menor expressão e prêmios individuais. Completa hoje 38 anos.

2 COMENTÁRIOS

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.