Rivaldo, o internacional

0
914

Poucos jogadores do mundo disputaram, e ganharam, tantos títulos nacionais e internacionais quanto Rivaldo. Foram títulos no Brasil, Espanha, Itália, Grécia e Uzbequistão, além de vários outros com a seleção brasileira, inclusive uma Copa do Mundo, a de 2002, realizada em conjunto no Japão e na Coréia do Sul, em que foi o destaque do Brasil ao lado de Ronaldo.

Se surgiu para o futebol no Santa Cruz, conseguiu destaque mesmo no chamado Carrossel Caipira, como ficou conhecido o time do Mogi Mirim, em 1992, que contava também com Válber e Leto. Em passagem pelo Corinthians, não brilhou tanto quanto se esperava e acabou contratado pelo rival, o Palmeiras. No verdão sim fez sucesso e conquistou títulos, inclusive o Paulista de 96, quando fez parte de uma das melhores campanhas do profissionalismo, em que o ataque do time fez mais de 100 gols. De lá foi para a Espanha, onde sua fama cresceu, primeiro pelo La Coruna e depois pelo Barça.

Pela seleção, se a Copa de 98 foi frustrante, pela derrota na final para o time da França, deu a volta por cima em 2002, sendo decisivo para o título. A partir daí peregrinou por clubes e países diferentes. Primeiro o Milan e depois o Cruzeiro. Em ambos teve uma passagem apagada. Já pelo Olympiakos, da Grécia, novos títulos e algumas partidas e gols memoráveis. Rápida passagem pelo AEK Atenas, rival local, e uma aventura no Uzbequistão, onde conquistaria títulos, a torcida e mais alguns milhões de dólares.

Atualmente é presidente do Mogi e atua no tricolor paulista. Ao longo de sua carreira, sua timidez atrapalhou em alguns momentos. Conquistou muito mas, pelo futebol que jogou, merecia mais.

COMPARTILHAR
Post anteriorNotinhas – 18/04
Próximo postCacique Colo-Colo
Ricardo Roca
Formado em Comunicação Social e pós-graduado em Administração de Empresas, ambos os cursos pela ESPM, atualmente cursando mestrado em Linguística. Professor universitário, sócio da Roda Fiandeira, consultor nas áreas de comunicação e marketing e apaixonado por futebol e arte.