Necessidades (e pessoas) Especiais

0
1680

A atividade física, feita com acompanhamento médico é benéfica não apenas para o físico, mas também nos aspectos psíquicos e emocionais. No caso dos portadores de necessidades especiais é a mesma coisa. Além disso o esporte ainda gera integração, desafios e inclusão. No caso do futebol competitivo, atletas com paralisia cerebral podem competir no futebol de campo enquanto atletas amputados jogam na quadra. As regras sofrem algumas adaptações, como número de jogadores e largura do gol, por exemplo. Em breve também vamos falar sobre o futebol de 5, disputado por deficientes visuais.

O que chama a atenção é a força desses atletas; tanto física quanto mental. Aquecimento, alongamento e a disputa nada fácil são algumas das etapas. E pra quem pensa que a torcida alivia, ledo engano. No caso do Futebol para Amputados, o Brasil é o único tetracampeão do mundo. Que força será essa que faz uma pessoa superar tantas dificuldades para “correr atrás de uma bola”? Mais que uma lição de vida, isso é futebol-arte!