Barbosa, 50 anos de prisão

1
911

“Certamente, a criatura mais injustiçada na história do futebol brasileiro. Era um goleiro magistral. Fazia milagres, desviando de mão trocada bolas envenenadas. O gol de Ghiggia, na final da Copa de 50, caiu-lhe como uma maldição. E quanto mais vejo o lance, mais o absolvo. Aquele jogo o Brasil perdeu na véspera”.
Armando Nogueira

Dizem que foi um dos melhores goleiros que já existiram no futebol brasileiro, com segurança, elasticidade, sendo de colocação e coragem, tudo que um goleiro precisa. Apesar disso e dos inúmeros títulos que conquistou com o Vasco e com a seleção brasileira, Barbosa ficou marcado por uma tragédia nacional, a derrota do Brasil na final da Copa de 50, realizada no Maracanã, contra o Uruguai.

Nascido em Campinas, em 27 de março, Barbosa dizia que “No Brasil, a pena máxima por um crime é de 30 anos. Eu pago há 44 anos por um crime que năo cometi…”. Sua pena total foi de 50 anos, até falecer em Santos, em 07 de abril de 2000. Jamais foi absolvido!

Assista aqui a Barbosa, curta-metragem feito em 1988, que conta a história de um homem, interpretado por Antônio Fagundes, que volta no tempo para tentar evitar a falha do goleiro e o gol que deu o título ao Uruguai.

COMPARTILHAR
Post anteriorPor isso amo o futebol
Próximo postTorcida bem treinada
Ricardo Roca
Formado em Comunicação Social e pós-graduado em Administração de Empresas, ambos os cursos pela ESPM, atualmente cursando mestrado em Linguística. Professor universitário, sócio da Roda Fiandeira, consultor nas áreas de comunicação e marketing e apaixonado por futebol e arte.

1 COMENTÁRIO

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.