Paredão em dois atos: Zamora

0
642

Dois goleiros excepcionais em dois dias seguidos. Hoje, Zamora, amanhã Rogério Ceni. O espanhol, nasceu em 21/01 de 1901, em Barcelona e é considerado um dos maiores goleiros de todos os tempos, chegando a rivalizar com Lev Yashin. Dizem que voava de um lado a outro do gol, apesar de aparentar sempre uma elegância que não combina muito com a profissão. Talvez em função de usar sempre uma camisa de lã preta com gola olímpica, além de um boné de flanela.

Ganhou cinco Copas do Rei, sendo duas pelo Barcelona, duas pelo Real Madrid e uma pelo Español, o outro clube de Barcelona. Disputou 47 jogos pela seleção espanhola e saiu sem sofrer gols em 21 destes. Um fato marcante e talvez seu ponto baixo na seleção, foi a partida em que sofreu sete gols da seleção inglesa, que atuou de forma absurdamente violenta nessa partida. Ao final do jogo, Zamora sentou no gramado e chorou desconsolado. Virou nome de praça e de troféu, entregue anualmente ao melhor goleiro em atividade na Espanha.