Ave, Falcão

0
565

A bola andará além
Pela falta de quem ama

Pela falta de quem ama
ela se descostura
interna dor de amar
os espaços da ausência
mas tendo quem a possua
ela se entrega ao amor
à inteireza da paixão

A Falcão, como a raros
todo o cantar é pouco
ele conhece os sentimentos
dos perfis do dia
sob a luz redonda
do objeto que ama

Quem lhe poderá contar
o gris das tardes
de Porto Alegre
ou a tristeza vermelha
da sua ausência?

Ave, Falcão!
Apenas a sombra
do passado assopra papéis no tempo
fazendo incêndios no coração

Ave, Falcão!
Onde andará a luz de ouro
que inscreveste misteriosamente
em nossa alma?

Luiz de Miranda