O segredo dos seus olhos

1
656

“Entendeu Banjamín? As pessoas podem trocar tudo: de cara, de casa, de família, de namorada, de religião, de Deus. Mas tem uma coisa que não se pode mudar, Benjamín. Não se pode trocar de paixão”. Nesse caso, é a paixão por um time de futebol, o Racing, da Argentina; mas poderia ser por qualquer um, ou você conhece alguém que já tenha mudado de time?

O segredo dos seus olhos é um filme argentino, com direção de Juan José Campanella, vencedor (merecidamente) do Oscar de melhor filme estrangeiro desse ano. Um filme policial que foge do tradicional, já que não tem muitos tiros, explosões e perseguições. Cheio de drama e suspense, fala sobre um crime esquecido há 25 anos, sobre um grande amor do passado e do presente e sobre paixão. A frase que abre esse post é dita por Pablo Sandoval, personagem do ótimo Guilhermo Francella em uma cena importante para que o crime seja desvendado.

Sem falar muito do filme para não estragar a surpresa, dá pra dizer que a trama parece mesmo com um jogo de futebol, tantas são as inversões de expectativa geradas pelo roteiro. O tempo todo ficamos na dúvida, mudamos de opinião, de impressão a respeito de um personagem, de um acontecimento, de um resultado… Destaque especial para duas cenas: a sequência com tomadas aéreas sobre o estádio do Huracán e a cena com a frase acima. Destaque também para o “casal” principal do filme. Ricardo Darín e Soledad Villamil estão impecáveis em seus papéis.

O vídeo explica como foi feita a cena de perseguição no estádio. No cinema, não há como negar, ainda estamos perdendo para os hermanos.

1 COMENTÁRIO

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.