O gol mais bonito de Pelé

4
1462

Quis a história que o gol mais bonito dos mais de 1.200 que Pelé marcou não tivesse registro em vídeo. Em 02/08 de 1959, na Rua Javari, onde fica o estádio do Juventus, jogaram Santos e o time da casa.

Além da obra de arte, há várias curiosidades quanto a esse jogo. O estádio, que já teve como lotação máxima 15 mil pessoas, recebeu nesse dia cerca de 10 mil torcedores; no entanto, apesar dos poucos registros e nenhuma filmagem conhecida relativa a esse jogo, são muitos os jornalistas que dizem ter estado presentes nesse dia. Diz a lenda que, se isso fosse verdade, o estádio não comportaria a todos.

Pelé recebeu um cruzamento na entrada da área e, sem deixar a bola cair, deu, na sequência, um chapéu no zagueiro Julinho, em Homero, em Clóvis, o outro zagueiro e, para coroar, no goleiro Mão-de-Onça. É preciso dizer que, na ocasião, Ele, tinha apenas 18 anos.

A torcida do Juventus, que vinha hostilizando Pelé, ficou em pé para aplaudir a jogada. Imprensa e jogadores também se renderam a sua arte e aplaudiram junto. Foi nesse momento de emoção que surgiu a marca registrada das comemorações do Rei, o soco no ar. Pelé correu em direção ao alambrado dando saltos e socando o ar, gesto que o acompanharia por toda a carreira. É por tudo isso que o gol mereceu uma “reconstituição”, desenvolvida por computação gráfica e que você pode acompanhar agora.

COMPARTILHAR
Post anteriorAdemir da Guia
Próximo postVídeo com moedas de R$ 0,10
Ricardo Roca
Formado em Comunicação Social e pós-graduado em Administração de Empresas, ambos os cursos pela ESPM, atualmente cursando mestrado em Linguística. Professor universitário, sócio da Roda Fiandeira, consultor nas áreas de comunicação e marketing e apaixonado por futebol e arte.

4 COMENTÁRIOS

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.