Lusa é Tradição

2
707

Lembro do meu espanto, quando criança, ao saber que Leivinha, então ídolo do Palmeiras, tinha jogado na Lusa. Espanto reforçado quando soube que Zé Maria, o “Super-Zé”, do Corinthians, também tinha vindo de lá. Aos poucos fui descobrindo a força e o tamanho da Portuguesa. Meu pai falava de um príncipe que havia jogado lá, Ivair, o que não é pouco em um país cujo Rei é Pelé. Depois vieram outros príncipes, Enéas, Denner…

Ídolos foram muitos além dos já citados aqui; Félix, Marinho Peres, Jair da Costa, Julinho Botelho, Moacir, Mendonça, Zé Roberto, Edu Marangin, Djalma Santos, Rodrigo Fabri, Badeco, quem sabe Dodô?! Títulos, torcida, o simpático Canindé, as histórias, a tradição… são motivos mais do que suficientes para comemorar os 90 anos completados hoje. Que o presente venha no final do ano com a volta para a Série A.

COMPARTILHAR
Post anteriorA Língua e o Fato
Próximo postWaka Waka – Tempo de mudança
Ricardo Roca
Formado em Comunicação Social e pós-graduado em Administração de Empresas, ambos os cursos pela ESPM, atualmente cursando mestrado em Linguística. Professor universitário, sócio da Roda Fiandeira, consultor nas áreas de comunicação e marketing e apaixonado por futebol e arte.

2 COMENTÁRIOS

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.