Política pode ser arte

1
563

Foto da Agência EstadoA proposta desse blog é falar sobre como o futebol pode ser bonito e representativo da vida. Por isso não poderia deixar de louvar a posição de Muricy, técnico do Fluminense.

Em um tempo em que impera o individualismo, o “levar vantagem em tudo” (sem culpar o Canhotinha de Ouro pela má expressão) e a ganância, Muricy deu mostras de que podemos acreditar que ainda existe gente que honra a palavra e coloca sua dignidade na frente da vaidade.

Ao recusar o comando da seleção brasileira por ter um contrato em vigor e outro apalavrado com seu time, Muricy acrescenta mais uma conquista importante a sua já vitoriosa carreira.

COMPARTILHAR
Post anterior23 Anos em 7 Segundos
Próximo postMazzola – Um craque, duas camisas
Ricardo Roca
Formado em Comunicação Social e pós-graduado em Administração de Empresas, ambos os cursos pela ESPM, atualmente cursando mestrado em Linguística. Professor universitário, sócio da Roda Fiandeira, consultor nas áreas de comunicação e marketing e apaixonado por futebol e arte.

1 COMENTÁRIO

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.