O anjo das pernas tortas

1
1310

A um passe de Didi, Garrincha avança,
Colando o couro aos pés, o olhar atento,
Dribla um, dribla dois, depois descansa
Como a medir o lance do momento.

Vem-lhe o pressentimento; ele se lança
Mais rápido que o próprio pensamento.
Dribla mais um, mais dois; a bola trança
Feliz entre seus pés – um pé de vento!

Num só transporte a multidão contrita
Em ato de morte se levanta e grita
Seu uníssono canto de esperança.

Garrincha, o anjo, escuta e atende: goooool!
É pura imagem: um g que chuta um o
Dentro de uma meta, um l. é pura dança!

Vinicius de Moraes

COMPARTILHAR
Post anteriorGol do Alex
Próximo postMeninos da Vila 3.0
Ricardo Roca
Formado em Comunicação Social e pós-graduado em Administração de Empresas, ambos os cursos pela ESPM, atualmente cursando mestrado em Linguística. Professor universitário, sócio da Roda Fiandeira, consultor nas áreas de comunicação e marketing e apaixonado por futebol e arte.

1 COMENTÁRIO

  1. Ricardo,

    Parabéns pelo blog. Está bem clean e com um excelente conteúdo. Sou meio suspeita: amante de futebol, especialmente de Garrincha; amante de arte, especialmente a arte literária, Vinicius de Moraes…

    Espero que seja um sucesso. Todos somos carentes de bons conteúdos.

    Já ‘linkei’ o seu blog ao meu e te sigo no Twitter!

    Abraços,

    Mirelli

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.