Armando Nogueira – o poeta da bola

3
1002

“O futebol não aprimora os caracteres do homem, mas sim os revela”.

Dono de vasta bibliografia, dentre seus livros, podemos destacar A ginga e o jogo, O Homem e a Bola, Drama e Glória dos Bicampeões e A Copa que ninguém viu e a que não queremos lembrar.

Jornalista e cronista esportivo, Armando Nogueira foi também um exemplo de integridade, elegância e originalidade. Sua carreira vai muito além dos escritos sobre futebol, mas são esses que nos encantaram mais.

Faz falta!

3 COMENTÁRIOS

  1. Armando nogueira era um grande cronista do futebol, digo cronista, pois a maioria do que há hoje são ” vendedores” que usam o futebol pra alcançar publico pra seus produtos.
    Armando amava o futebol, não era um torcedor disfarçado de comentarista. ele era capaz de perceber a genialidade de um jogador de um time adversario e a grandeza de dize-lo.
    hoje há poucos assim, colocam mulheres pois sao bonitas pra comentar futebol, outros são ufanistas chaterrimos, e outros não sabem nem a lingua portuguesa e querem escrever.
    criticam dunga, mas na cronica esportiva fazem o mesmo que o retranqueiro no campo, usam a pena pra chutar e cometer faltas, dignas de um cartao vermelho. lá se foram os nelsons rodrigues e suas chuteiras imortais.
    legal sua iniciativa de flar de futebol, mas nao so futebol, mas tambem futebol bonito, coisa que estamos devendo principalmente em campos internacionais.
    um abraço
    continue na batalha
    IBERE
    http://ibererestivo.blogspot.com

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.