Futebol Onipresente: “Luis Antonio – Gabriela”, de Nelson Baskerville e Verônica Gentilin

0
807

Emocionante, impactante e necessária a peça teatral Luis Antonio-Gabriela. Emocionante e impactante por sua montagem e por ser baseada em fatos reais da vida do diretor da peça; necessária porque trata de temas como violência familiar, intolerância, homossexualidade e drogas, infelizmente tão atuais.

A montagem contemporânea também pode gerar algum desconforto em quem não está acostumado com uma trama “não-linear”; nesse caso, a história é entrecortada por idas e vindas e enriquecida de maneira surpreendente com outras linguagens, além da segura e corajosa atuação dos atores da Cia Mungunzá de Teatro.

Corajosa também a forma como Nelson expõe passagens de sua história de uma maneira que a maioria de nós não faria. A peça soa quase como um desabafo. Tudo isso explica tantos prêmios conquistados (APCA – Associação Paulista de Crítico de Artes, Shell e Bravo, entre outros). O futebol aparece apenas em uma camisa do Santos utilizada por Verônica Gentilin, que interpreta Nelson, mas como a proposta aqui é mostrar sua onipresença, vale a desculpa para fazer o registro e a indicação do espetáculo.

#futebolonipresente
#futeboleteatro