65ª Reunião do Memofut – Por Raíssa Fernandes

1
440

O auditório Armando Nogueira, no Museu do Futebol (SP), recebeu em 11/04 a 65ª Reunião do Memofut (Grupo Literatura e Memória do Futebol), que conta com a presença de apaixonados pelo esporte bretão.

O primeiro a subir ao palco foi Alexandre Andolpho, coordenador do Memofut, para fazer uma retrospectiva dos oito anos do grupo, que registra números como 65 encontros regulares e 10 extras, sendo oito da série Brasil nas Copas, um em homenagem ao centenário do Palmeiras e o especial sobre a Copa do Mundo de 1958.

Em seguida, foi a vez dos jornalistas Celso Unzelte e Gustavo Carvalho, que apresentaram a importância do uso de bancos de dados ligados ao universo do futebol, já que torna possível percorrer a história dos clubes e descobrir inúmeras curiosidades, além de ser uma forma de reconhecimento aos serviços prestados pelos profissionais e um tesouro para seus familiares.
BD_Futebol
O material é elaborado com profundo trabalho de pesquisa em materiais como jornais e revistas da época, fotos, álbuns de figurinhas, vídeos e arquivistas. Informações como estas serviram como base para o “Almanaque do Timão”, escrito por Unzelte. Os jornalistas deixaram o público presente impressionado com a demonstração da ferramenta, rica em precisão de detalhes, como datas e local das partidas, escalações, uniformes, detalhamento dos gols (se de pé esquerdo, direito ou de cabeça), dentre outras informações.
Publico65Memofut
Domingos D’Angelo, pesquisador e dono de um rico acervo de livros esportivos, falou sobre os 120 anos do primeiro jogo de futebol no Brasil, a partida entre São Paulo Railway e Companhia de Gás, disputada na várzea do Carmo, em São Paulo.

Encerrando a programação do dia, o lançamento, em São Paulo, do livro “Clube Atlético Linense: O Elefante da Noroeste”, de Wanderley Frare Junior, desenvolvido após a conquista da Série A2 do Campeonato Paulista de 2010.

16º Encontro de Colecionadores de Camisas

Na mesma data, em frente ao Museu do Futebol, ocorreu o 16º Encontro de Colecionadores de Camisas, excelente oportunidade para troca de camisas e informações com outros apreciadores. Felipe Vidal, 29 anos, radialista e colecionador há 15 anos, saiu feliz com sua negociação ao trocar uma camisa do Real Madrid, de 2014, por uma da Seleção da Turquia, da Copa do Mundo de 2002. “Foi um negócio bom para os dois lados, pois no momento meu foco são seleções e do outro amigo era Real Madrid”. Vidal ressaltou ainda, a relevância de eventos como este para fazer novas amizades e encontrar camisas que não estão em lojas.
16Colecionadores

Texto e fotos de Raíssa Fernandes, jornalista, apaixonada por futebol, que vai realizar mensalmente a cobertura das reuniões do Memofut para o Blog Futebol-Arte.

Os textos e charges publicados na categoria CONVIDADOS, apresentam e refletem a opinião dos mesmos, não necessariamente alinhando-se com a do Blog Futebol-Arte. Sua publicação tem o propósito de apresentar diferentes pontos de vista e estimular reflexões e debates.

COMPARTILHAR
Post anterior#VoltaCarsughi
Próximo postBangu Show Arena
Ricardo Roca
Formado em Comunicação Social e pós-graduado em Administração de Empresas, ambos os cursos pela ESPM, atualmente cursando mestrado em Linguística. Professor universitário, sócio da Roda Fiandeira, consultor nas áreas de comunicação e marketing e apaixonado por futebol e arte.

1 COMENTÁRIO

  1. Excelente matéria da Raíssa Fernandes! Posso dizer com satisfação que participo das edições do Memofut, um grupo de pessoas entendidas da história do futebol.
    O aplicativo do jornalista Celso Unzelte e do competente Gustavo Carvalho é sensacional.
    De fato o Sr. Domingos D’Angelo é um pesquisador nato, com grande importância no grupo, do qual também participa de forma bem humorada.

    Parabéns, Raíssa!!!