Fazendo Música, Jogando Bola – Cinco anos sem Oasis e a paixão dos irmãos Gallagher pelo Manchester City

2
898

Cinco anos sem Oasis e a paixão dos irmãos Gallagher pelo Manchester City – Por Fila Benário (Vinícius Vieira de Oliveira)

Fala galera, Fila Benário de novo na área, e se derrubar é pênalti.

Antes de começar as minhas linhas mal traçadas desse mês, pensei em intitular esse singelo, porém grandioso espaço cedido pelo Ricardo Roca, de “Fazendo Música, Jogando Bola” título da canção do nosso Guitar Hero brasileiro Pepeu Gomes, e que tem tudo a ver com o nosso espaço aqui. Se o Roca aceitar, no próximo mês estaremos assim.
IrmaosNoel
Agora voltando para o mais importante (não que o outro assunto não fosse), a nossa coluna do mês.

Nesse ano de 2014 faz exatos cinco anos do fim de uma das bandas de Rock mais emblemáticas dos últimos tempos: o Oasis. Formada na Inglaterra pelos irmãos briguentos Liam (Vocal) e Noel Gallagher (Guitarra e Voz), a banda ainda contava com o guitarrista Gem Archer, o baixista Andy Bell e o baterista Chris Sharrock em sua última formação.

Juntos, o Oasis vendeu mais de 70 milhões de discos no mundo todo, desde a sua estréia em 1994, aliás o seu primeiro álbum, o genial Definitely Maybe, é considerado o terceiro disco de estreia de uma banda mais vendido no Reino Unido.

Uma verdadeira máquina de fazer sucessos, o Oasis tinha a incrível capacidade de produzir hits instantâneos: Wonderwall, Don’t Look Back in Anger, Live Forever, Supersonic, Slide Away, Stand By Me, Little By Little, Go Let I Out, são grandes exemplos.
OasisFinal
Oasis em sua última formação

Porém no fatídico dia 28 de 2009, minutos antes de uma apresentação no festival francês Rock en Seine, que o irmãos Gallagher tiveram a sua última discussão e após chutes, socos, pontapés, uma guitarra e uma ameixa(!) arremessada, a maior banda de rock surgida na década de 90 encerra as suas atividades.

Liam Gallagher uniu-se aos integrantes remanescentes do Oasis e mais o baixista Jeff Wootton e fundou o Beady Eye, que nem de longe lembrava a genialidade do Oasis, mas tinha o seu valor chegando a lançar dois discos bacanas Different Gear, Still Speeding (2011) e BE (2013) porém também encerrou as atividades em Outubro desse ano, sem um motivo aparente.

Já Noel, o irmão centrado, e o verdadeiro líder e cabeça pensante do Oasis mergulhou em uma carreira solo com o suporte da banda High Flying Birds e lançou o álbum Noel Gallagher’s High Flying Birds que foi elogiadíssimo e já prepara o segundo disco com lançamento programado para início de 2015.

Porém mesmo separados, o que une os irmãos Gallagher é a paixão de ambos pelo time inglês Manchester City. Naturais da Cidade Industrial de Manchester, no noroeste da Inglaterra, seria comum se Liam e Noel torcessem para o tradicional Manchester United, porém a predileção da dupla foi pelo Citizens, como time é conhecido.
OasisBlues
No inicio do Oasis, era muito comum ver os irmãos trajando a camiseta do clube em shows, entrevistas e nas fotos promocionais da banda, o que culminou em uma certa popularidade para o time que na década de 90 não atravessava uma boa fase, aliás o único grande feito do time na década em que o Oasis reinava nas paradas de sucesso foi um quinto lugar na Premier League (semelhante a série A do Campeonato Brasileiro); no mais o time amargou um rebaixamento para a segunda divisão no ano de 1996, e não só não conseguiu o acesso para elite na temporada 96/97 como ainda foi rebaixado novamente, dessa vez para terceira divisão em 1998.

Noel integrou o grupo de conselheiros do clube, e com muita arrogância, ironia e prepotência, suas principais características, deu essa famosa declaração:

“Tá perguntando se eu sou feliz? Olha, tenho 87 milhões de libras no banco, um Rolls Royce, três fãs me perseguindo, vou entrar na diretoria do Manchester City, faço parte da maior banda do mundo. Estou feliz? Não, eu quero mais!!!”

O seu fanatismo pelo clube o fez gastar o equivalente a R$ 71.000,00 em um tapete para sua casa com as cores do City.

Porém foi com o final do Oasis que o Manchester City alcançou uma trajetória de glórias e vitórias, conquistando por duas vezes o Campeonato Inglês (temporada 2011/2012 e 2013/2014) além da tradicional Copa da Inglaterra (2010/2011) e da Supercopa da Inglaterra em 2012, em cima do Chelsea. o que fez Liam Gallagher dar a seguinte declaração ao tabloide inglês Daily Mirror no ano de 2010:

“Quando o Oasis estava bem, o City estava uma merda, mas agora que nós nos separamos, o City está bem. Talvez venham bons momentos para o City, e isso vai tirar um pouco a dor da separação da banda”.

O Amor dos Gallagher pelo City em nove atos

I – Se for menino vai se chamar… CARLITOS
OasisTevez
Quando Noel Gallagher e a sua esposa descobriram que estavam esperando um filho, Noel foi enfático: “Se for menino vai se chamar Carlitos” em homenagem ao atacante argentino Carlos Tevez (Boca Juniors, Corinthians, West Ham e agora Juventus), também conhecido como Carlitos, que na época voava no Blues e era um dos artilheiros do Campeonato inglês.

Carlitos em contrapartida afirmou ser fã do grupo dos Gallagher e disse que ensinaria uns passos de cúmbia (tradicional dança latina que está sempre presente nas comemorações do jogador) para os irmãos.

Porém no dia 1º de Outubro de 2010 eis que nasceu Sonny Gallagher, colocando fim ao sonho de termos um Carlitos Gallagher.

II – Oasis faz show histórico no City of Manchester
OasisCity
Depois do show histórico que o Oasis fez no estádio de Wembley em 2000, registrado no CD/DVD Familiar to Milions, a banda fez em 2005 um concerto também histórico no City Of Manchester, o estádio do Manchester City (que hoje atende pelo nome de Etihad Stadium devido a questões de Naming Rights).

O show foi durante a turnê do álbum Don’t Believe the Truth, e não faltaram sucessos: Lyla, Morning Glory, Wonderwall, Live Forever e encerrou a apresentação com o cover de My Generation do The Who.
O show foi lançado em DVD no mesmo ano, como bônus do documentário Lord Don’t Slow Me Down, que mostrava os bastidores da turnê da banda.

III – Noel Gallagher, o modelo dos novos uniformes
NoelKompany
Beleza e educação são duas coisas que Noel e Liam nunca fizeram questão de ter e exibir, mas isso ficou em segundo plano quando o Manchester City lançou os novos uniformes para a temporada de 2012/2013 e contou com o Noel Gallagher como modelo e garoto propaganda ao lado do zagueiro do time, Vincent Kompany.

IV – Liam e o seu Beady Eye exaltam a nova camisa do time
LiamCabide
Em 2011 o Beady Eye, grupo capitaneado por Liam Gallagher e formado pelos integrantes remanescentes do Oasis, prestaram um tributo a nova camisa do time lançada na temporada, fazendo uma versão da clássica canção Blue Moon (Lua Azul), música de autoria de Richard Rodgers e Lorenz Hart em 1934.

Beady Eye – Blue Moon / The Beat Goes On

V – Estado do Robinho
RobinhoCity
Em sua ultima turnê brasileira, justamente no ano do término da banda, em 2009, o Oasis passou por quatro capitais do país, entre elas São Paulo, e depois de algumas músicas tocadas no repertório, Noel saúda a platéia dizendo:

– Boa Noite São Paulo, é uma emoção muito grande tocar no estado onde o Robinho nasceu.

O Atacante Robinho, hoje no Santos, era atacante dos Citizens na época.

VI – Liam expulso do estádio
LiamExpulso
Durante uma partida entre Manchester City e Real Madrid, válida pela Liga dos Campeões em 2012, em pleno o Santiago Bernabéu, na Espanha, Liam Gallagher foi retirado do estádio pelas autoridades policiais após o seu comportamento indecoroso, ao subir e descer as arquibancadas do recinto agitando a torcida dos Citizens e provocando a adversária.

No confronto, City perdeu para o Real de 3×2 com direito a gols de Cristiano Ronaldo e do brasileiro Marcelo.

VII – Noel e Balotelli os reis da arrogância
NoelBalotelli
Imagine um mundo habitado por Noel Gallagher, o ser mais arrogante e irônico da face da terra (empatado com o seu irmão Liam) e Mario Balotelli, o atacante mais problemático do futebol mundial e sem modéstia alguma? Teriamos que mudar de planeta, pois o ego de ambos encheria o mundo e faltaria espaço.

Porém os dois não só vivem entre nós como se relacionam muito bem. Durante a passagem do Italiano pelo Manchester City (2010-2012), Noel e Balotelli se tornaram grandes amigos, Gallagher entrevistou o astro do Citizens para a BBC, e quando o mesmo rescindiu o seu contrato com time e foi para o Milan da Itália, Noel participou do vídeo de despedida que o clube fez para o atacante.

VIII – Os irmãos Gallagher comemoram o Campeonato inglês de 2012
LiamFinalIngles
Em 2012 finalmente o Manchester City fatura o seu terceiro campeonato inglês, encerrando um jejum de 44 anos sem títulos nacionais.

E Liam Gallagher estava na área vip do City Of Manchester acompanhando toda a vitória sobre o Queens Park Rangers por 3×2, chegando a descer ao gramado e depois participando da carreata que os jogadores fizeram com a taça nos arredores de Manchester.

Noel por sua vez estava em turnê na América do Sul, porém não comemorou de forma menos emocionante, acompanhou a dramática partida em um pub em Santiago, no Chile. Tudo foi documentado em vídeo pra lá de emocionante e lançado em sua página na internet.

Noel Gallagher – Manchester City ultimo partido de liga en Santiago de Chile

IX – Os irmãos Gallagher comemoram o Campeonato inglês de 2014, no mesmo lugar!!!
Ingles2014
Se a vida havia sido ingrata com Noel a ponto de fazê-lo acompanhar o primeiro título nacional do seu time do coração em outro país pela tela da televisão, nesse ano Noel viu o seu amado City vencer o West Ham (time de Steve Harris, baixista do Iron Maiden) por 2×0 terminando o campeonato com 86 pontos e sagrando-se campeão, e invadiu o campo ao lado do Johnny Marr (ex- guitarrista do Smiths), também ilustre torcedor dos Citizens, para comemorar o título, chegando a ganhar a faixa de capitão das mãos do jogador Vincent Kompany, enquanto o estádio todo cantava a canção Wonderwall, o maior clássico do Oasis.

Liam também estava no City Of Manchester, mas se manteve em seu camarote, dando entrevistas para a TV Manchester City.

Infelizmente os irmãos não se encontraram, seria épico se eles se reconciliassem e fizessem o show de comemoração do título.

É isso amigos, ficamos por aqui, no mês que vem – com nome ou sem nome – estaremos aqui de volta.

Abraços e pra fechar com chave de ouro, bora curtir um pouquinho de Oasis mandando o seu maior sucesso no City Of Manchester.

Oasis – Wonderwall [Manchester 2005]

Fila Benário ou Vinícius Vieira de Oliveira (como é menos conhecido) é estudante de Jornalismo da FAPSP e entre uns goles de Sprite, um Rock bem pesado e o seu amor incondicional pelo Coringão, mantém o blog musical Fila Benário Music.

Os textos e charges publicados na categoria CONVIDADOS, apresentam e refletem a opinião dos mesmos, não necessariamente alinhando-se com a do Blog Futebol-Arte. Sua publicação tem o propósito de apresentar diferentes pontos de vista e estimular reflexões e debates.

Os textos e charges publicados na categoria CONVIDADOS, apresentam e refletem a opinião dos mesmos, não necessariamente alinhando-se com a do Blog Futebol-Arte. Sua publicação tem o propósito de apresentar diferentes pontos de vista e estimular reflexões e debates.

#futebolemusica

2 COMENTÁRIOS

  1. […] sim eles mesmos, os irmãos Liam e Noel Gallagher, do Oasis. Em 2015 eu escrevi esse texto aqui Fazendo Música, Jogando Bola – Cinco anos sem Oasis e a paixão dos irmãos Gallagher pelo Manche… relembrando alguns casos envolvendo os irmãos e o grande amor da vida de ambos, o Citizen. E foi […]