Memórias Futebolísticas: Mari Americano

1
1005

Quem ganha é o futebol!

Família São Paulina, duas gerações completas, 13 primos de um lado, 12 do outro. Todos São Paulinos. O estádio era uma extensão da nossa casa, toda quarta e domingo um grupo se reunia para irmos juntos ao jogo. Dependendo da fase a casa ficava lotada, mas mesmo nas marés baixas sempre tinha aquele grupo mais fanático nos representando.

E foi assim que fui criada, no meio de amigos e família torcedores verdadeiros de um bom futebol e Tricolores de coração.

Os filhos nasceram, não poucos, 4! Sim, quatro meninos!!!! Óbvio que seriam São Paulinos, já na minha barriga entoavam “Salve o Tricolor Paulista…….”. O pai, velejador, nunca ligou para futebol, dizia ser palmeirense, mas não era a mesma coisa, só sabia do Ademir da Guia…

Primeiro filho Tiago, São Paulino, sem imaginar que existiria outra opção. Afinal, como assim? Torcer para outro time? Em seguida nasceram os gêmeos Marcos e Bento. Na maternidade já ganharam suas roupinhas de torcedores do São Paulo. Com um pouco mais de um ano, quando estavam começando a falar, perguntaram para o Marcos (vestido de São Paulino): Para qual time você torce? E ele prontamente respondeu: “Paieiras e Sum Paulo”. Nesta hora o sentimento de mãe falou mais alto que o de torcedora. Coisa mais linda! Por alguns momentos até esqueci que na família não se torcia para o Palmeiras…. foi tão espontâneo, parecia que vinha do fundo do coração. Era preciso respeitar.

Assim, passamos a ter dois São Paulinos e um São Paulino/Palmeirense. O saldo ainda era positivo, apesar da família começar a protestar: Como assim?

Logo mais veio o Rafael, também nasceu São Paulino, pequenininho já cantava o hino inteiro e usava todas as roupas dos irmãos.

No ano seguinte veio a separação do casal e com ela um posicionamento do Tiago: “Agora sou Santista”. Uma fala firme que mostrava que por trás disto estava dizendo: “Não serei São Paulino como a minha mãe e nem Palmeirense como meu pai”. Era a fase do “Quarteto Fantástico”, Neymar, Robinho, Ganso e Elano. Jogão de bola! A escolha fazia sentido, estava escolhendo o que tinha de melhor naquele ano.

Com isto o Rafael também quis ser Santista, ganhou da avó paterna uniforme, caneca com foto e tudo mais. Mas durou poucos dias, cada dia colocava o uniforme de um time e saia para jogar futebol. Ah! Como era bom poder torcer cada hora para um time!!!!!

Até que num belo dia, ele mesmo, Rafael, que como um bom caçula veio para dar nó na família, começou a dizer que era Corintiano. Ah não! Corintiano não dá!!!! Palmeiras, Santos, tudo bem, mas Corinthians dentro de casa, não! Como foi difícil…. O padrinho logo se animou! Calma Ivan, é só uma provocação, ele já vai voltar a ser São Paulino. Não, não pode dar a camiseta do Corinthians para ele! Todo meu esforço foi em vão….um ano depois Corinthians campeão do mundo e a mãe teve que ceder: filho Corintiano!!!!!
Timaco_4Craques
Tiago (santista), Bento (são paulino), Marcos (palmeirense) e Rafael (corinthiano)

Sabe que até é divertido? Quatro meninos, cada um torce para um time. E não é pra qualquer um, são os quatro grandes, sempre em disputa. Aqui também, brigam, jogam, torcem, comentam, mas acima de tudo se respeitam muito!!!

O pior não foi ter que aguentar todos os protestos da minha família, mas também de decepcionar os sobrinhos do lado do pai que também são São Paulinos. Brunão falava com orgulho: “Gosto da Tia Mariana porque ela fez 4 São Paulinos!”.

Desculpa aí pessoal, mãe só faz uma parte. Mas, pelo menos ainda resta a semente: temos um São Paulino!

Mariana Americano: Educadora, trabalha com formação de educadores no Instituto Avisa Lá e na área de comunicação da Escola Viva. Mãe de 4 filhos, apaixonados por futebol, é torcedora roxa do São Paulo.

Texto escrito especialmente para o Blog Futebol-Arte!

1 COMENTÁRIO

  1. Mari, adorei o texto! Qdo nascem os pais” impõe” qual time os filhos vão torcer!!! Eles crescem e podem mudar dependendo de n fatores pois maestro gdes o suficiente … Somos em 3 meninos , nasci tricolor paulista e vou morrer sendo kk ( peguei o SPFC na década de 80/90 q era um time “impartível”) ia ao Estádio torcer com os amigos…Waldir perez a Rai , muller, Careca, Silas ,Pita depois Kaka,Lugano, Lucas etc mto fofos:tiago(santista),Bento(saopaulino),marcos(palmeirense) e Rafael(corintiano) … Em ano de copa do mundo no Brasil deve ser diversão garantida ver eles todos assistindo e torcendo pela seleção brasileira!!! Tudo de bom pra vcs … Bjo.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.