O Fuleco também não nos representa!

0
316

Quando criei um blog sobre futebol, quis estabelecer um canal para expressar minha paixão e meu olhar para esse esporte. A escolha do nome Futebol-Arte reforça a busca por uma forma “diferente” de ver o futebol. Ao longo desses dois anos e meio conheci muita gente que também o enxerga dessa forma, como uma metáfora da vida. Continuo apaixonado pela bola e pelas infinitas possibilidades que se apresentam sempre que um jogo começa. Também pude conhecer muitas manifestações artísticas, das mais diferentes linguagens, que enaltecem o esporte bretão. No entanto…

…a paixão não pode nos cegar. É primordial que possamos continuar a enxergar o que há de errado, dentro e fora do campo. Se estou feliz pela realização de uma Copa do Mundo aqui no Brasil e pela possibilidade de ver de perto os maiores craques e times do mundo, não há como deixar de observar que, em nome desse megaevento, muitos abusos e equívocos tem ocorrido.

Remoção forçada de milhares de pessoas de suas casas para dar lugar a obras viárias, estacionamentos e acessos aos estádios; expulsão dos moradores de rua, numa política cruel de “higienização” dos grandes centros, falta de transparência nos investimentos; atrasos deliberados nas obras, para posterior cobrança de “taxa de urgência”; uso de dinheiro público para construção de estádios, em detrimento de outras necessidades mais urgentes e reais da população; precarização dos direitos e das condições de segurança dos operários, elitização do acesso aos estádios e uma série de outras violações. Aliás, já falamos aqui que Não é assim que se faz uma Copa.

Não se trata de pessimismo ou de “crítica pela crítica”. É necessário reforçar a fiscalização e, mais que tudo, observar o comportamento dos envolvidos para mudar esse estado das coisas de forma efetiva nas próximas eleições.

Se você também não concorda com esses abusos e quer saber mais a respeito, pode acessar a página do Comitê Popular da Copa 2014 no Facebook.

Fuleco: Imagem extraída da fanpage do Coletivo Desentoca.
Catador: Imagem extraída do blog PoaVive.