Barbárie em Oruro e a torcida do Corinthians

2
731

Ontem a noite, na estreia do Corinthians na Libertadores 2013, na Bolívia, o garoto Kevin Douglas Beltrán, de 14 anos, torcedor do San José, faleceu, após ser atingido por um artefato explosivo. Segundo as primeiras informações da polícia local, o objeto que acertou o garoto partiu da torcida do Corinthians.

Atualmente, em função da visibilidade que as redes sociais oferecem, é possível notar que nos últimos anos vem ocorrendo uma escalada na arrogância de parte da torcida não organizada. Nem vamos falar aqui das ditas torcidas organizadas.

No momento, em função da fase positiva do clube, que vem conquistando os principais títulos que disputa, são os torcedores do Corinthians que assumiram esse papel, que não lhes é exclusivo. Todos os times tem entre seus torcedores, aqueles que, por algum tipo de complexo, assumem uma postura arrogante, como se não precisassem ouvir ou tivessem nada mais a aprender com o resto do mundo.

É absolutamente inaceitável a barbárie que aconteceu ontem na Bolívia. Agora, especialistas indicam inclusive que o regulamento prevê a exclusão do time da competição; em outras palavras, o Corinthians seria excluído da Libertadores 2013. Não me parece que essa solução seja justa ou mesmo eficaz. O clube, jogadores e comissão técnica não tem culpa do ocorrido. Alguns argumentarão que não se trata de culpa ou não culpa, mas de uma forma de punir (indiretamente) os vândalos, evitando assim casos semelhantes no futuro.

É notório que fizeram na Bolívia o que não fizeram no Japão, somente porque a “importância” e a estrutura do país vizinho é menor que a do asiático. A possibilidade de punição no Japão, sem dúvida, é bem maior.

Agora, se banir o clube não me parece uma opção, algo deve ser feito. Inverção de mandos, jogos apenas com mulheres e crianças nas arquibancadas, como no Jogo Florido, e severa punição aos envolvidos. Ainda que não seja desculpa nenhuma, que se trate o torcedor como ele merece (A Violência no Futebol e o Marketing) e que os dirigentes criem regras exigindo estrutura de segurança, com câmeras, compatível com a competição.

Morreu um jovem de 14 anos. Lamentável!

Imagem extraída da página http://kickingacrosscarolina.com/who-we-support/.

2 COMENTÁRIOS

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.