Hino da Libertadores

0
2342

Você certamente conhece a Sinfonia nº 9 de Beethoven. Ainda que não saiba de cabeça qual é a melodia; já deve tê-la escutado em casamentos e outras situações mais formais. A obra, que levou seis anos para ser composta e ficou pronta em 1824, vem sendo usada como Hino da Taça Libertadores da América. Como curiosidade, a obra incorpora o poema À Alegria, de Friedrich Schiller e foi a última sinfonia completa composta por Beethoven, além de ser a primeira a incorporar o volcal como se fosse um instrumento musical.

O curioso é que ela é hino da Comunidade Européia, mas foi escolhida, sabe-se lá por qual motivo, para representar a Libertadores. Que a música é linda e uma das mais significativas para todo o mundo ocidental não há dúvidas, mas certamente a América poderia ser representada por compositores daqui. Talvez seja apenas mais uma mostra de nossa mentalidade colonizada, assim como os nomes de alguns de nossos times, como Newell´s Old Boys, da Argentina, The Strongest, da Bolívia…

Trago aqui apenas o trecho mais conhecido, mas a sinfonia é bem maior do que isso e vale cada segundo que gastarmos para ouví-la. Experimente!

COMPARTILHAR
Post anteriorO Jogo Vermelho
Próximo postDia do Rock e os Goleiros
Ricardo Roca
Formado em Comunicação Social e pós-graduado em Administração de Empresas, ambos os cursos pela ESPM, atualmente cursando mestrado em Linguística. Professor universitário, sócio da Roda Fiandeira, consultor nas áreas de comunicação e marketing e apaixonado por futebol e arte.