Minha Palmeirense

9
856

Hoje é aniversário da pequena Cecília, minha única filha. Antes de seu nascimento, eu já tinha expectativa sobre o time para quem ela torceria. Já mencionei aqui que meu pai é corintiano, o que me faz pensar nele sempre que me sinto feliz por minha filha ter escolhido o mesmo time que eu para torcer. Apesar disso, não me sinto em dívida e não consigo me ver torcendo pra outro time, especialmente o Corinthians.

Voltando à minha pequena Ceci, (já) tenho (mais) uma lembrança inesquecível com ela; quando fomos ao Parque Antárctica juntos pela primeira vez, em 2008; ela então com 4 anos. Era uma quarta-feira à noite e o Palmeiras jogava com a Portuguesa pelo Campeonato Paulista. Meus receios quanto a violência e a visibilidade do campo (para ela), me fizeram chegar com alguma antecedência. Aos poucos o estádio foi se enchendo e fui compartilhando com ela cada detalhe. “Chiqueiroôô, Chiqueiroôô, Chiqueirô, festa no Chiqueiro!”, “Olê, Porco! Olê, Porco!”…

Lá pelos 30 minutos do primeiro tempo, ela adormeceu. No Palestra, a torcida das arquibancadas assiste o jogo todo em pé. Como eu não queria perder nada, tive que assistir os 15 minutos finais com ela no meu colo. Com alguns minutos, seus 15 ou 20 kgs. pareciam uma tonelada. 0 x 0. Descansei ao longo do intervalo e levantamos novamente, ela adormecida no meu colo, no começo do segundo tempo. Aos 30 minutos, não sem alguma culpa, eu a acordei para que assistisse o final do jogo. O placar ainda era 0 x 0. Até que, aos 48 minutos minha culpa sumiu. Leandro cobrou falta e David cabeceou no travessão, no bate-rebate Diego Souza desviou e Jorge Preá, com todo o folclore que seu nome representava completou para o gol. Pulamos juntos e eu pude ver seu olhar arregalado ao ver a festa da torcida.

Minha satisfação só não foi completa porque a dieta me impediu de comer um sanduba de pernil na saída. Inesquecível!

COMPARTILHAR
Post anteriorFio Maravilha
Próximo postFla-Flu Literário
Ricardo Roca
Formado em Comunicação Social e pós-graduado em Administração de Empresas, ambos os cursos pela ESPM, atualmente cursando mestrado em Linguística. Professor universitário, sócio da Roda Fiandeira, consultor nas áreas de comunicação e marketing e apaixonado por futebol e arte.

9 COMENTÁRIOS